Menu
JORNAL ELETRÔNICO | PORTO VELHO | RO/BR - NOTÍCIAS EM TEMPO REAL - DATA: 30 Abr, 2017 (PLANTÃO 24H- ☏ 9.8497 2015 WHATS) HORA LOCAL:

disk pvh banner3

 

Search - K2
Busca - Categorias
Pesquisar - Contatos
Pesquisar - Conteúdo
Busca - Fonte de Notícias
Pesquisa - Tags
Operação Crisol da PF revela poderoso esquema de extração ilegal de ouro no Brasil: Definidos candidatos ao cargo de Procurador-Geral de Justiça do MP/RO: Projeto prevê licença de 3 dias para funcionária menstruada: "1º Ato em Prol da Família" promove apoio ao prefeito de Ariquemes: Dias Toffoli aparece na Operação Custo Brasil em relação com acusados de desviar mais de R$ 100 milhões: Declaração de Levy Fidelix contra gays é liberdade de expressão, diz TJ-SP: Grupo Rovema é reconhecido pela QualityInternacional: Ayres do Amaral é um dos presos na Operação Imprevidência: Principal alvo da Operação Imprevidência é Gilson Nazif, ex-secretário e irmão do prefeito de Porto Velho: Natal Solidário visa angariar brinquedos para crianças carentes: Dr Hildon é diplomado prefeito e fala sobre corte de gastos em Porto Velho: Polícia Federal investiga denúncia de malversação de R$ 80 milhões no IPAM.: Conheça o LFC: um campeonato de MMA com lutadoras usando lingerie: Odebrecht garante que sítio de Lula será objeto da delação: Em Rondônia, servidores exigem saída de ministro da transparência: Ministério Público aponta fraudes de R$ 2,5 bilhões no Bolsa Família: Ballet sem muito glamour – Professor Nazareno: Congresso pode aumentar tempo máximo de prisão de 30 para 50 anos, no Brasil: Participante do The Voice Brasil morre em acidente de carro: NOTA DE ESCLARECIMENTO EUCATUR: Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou: Ana Hickmann relata momentos de terror: “Tive a certeza que ia morrer”: Homem que invadiu hotel era obcecado por Ana Hickmann; ele foi morto pelo cunhado da apresentadora: Feempi apoia formalização de mototaxistas através do MEI:

Banner Orthocenter 256

 

Operação Crisol da PF revela poderoso esquema de extração ilegal de ouro no Brasil

  • Escrito por Redação

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

Juarez Soares da Silva Filho, um dos diretores da Ourominas, irmão dos ex-prefeitos Roselito Soares da Silva (Itaituba/PA) e Robson Soares da Silva (Alta Floresta/MT), é preso pela Policia Federal em São Paulo na Operação Crisol.

Segundo a PF, a empresa fraudava notas fiscais para justificar compra de ouro ilegal, diz PF Aquisição do minério era feita em garimpos ilegais e transporte era irregular.

Operação PF.jpeg

Operação Crisal cumpriu 47 mandados no Amapá, Pará e São Paulo.

A empresa chegou a operar em Rondônia, com escritório em Porto Velho, até meados dos anos 2005, mas suspendeu suas atividades devido ao baixo índice de extração do minério no leito do Rio Madeira e dos garimpos que ainda insistiam em buscar o metal.

Raimundo Freitas superintendente da PF no AmapáA Superintendência da Polícia Federal no Amapá, na pessoa de Raimundo Freitas, superintendente, detalhou na tarde desta quarta-feira (8) como acontecia o esquema ilegal de compra e contrabando de ouro em vários estados, entre eles, o Amapá, onde estão a maioria das ações da Operação Crisal, deflagrada no início da manhã em três estados. São Paulo e Pará também tiveram mandados cumpridos.

A PF informou que a empresa Ourominas, investigada no caso, fraudava notas fiscais da compra de parte do produto extraído ilegalmente de garimpos no Amapá e outros estados.

O objetivo era driblar as normas exigidas na lei para aquisição e transporte do ouro, conseguindo assim, evitar o pagamento de impostos e garantindo o rápido acesso ao minério.
Juarez Soares da Silva Filho2

Juarez Soares da Silva Filho (Foto a direita), um dos diretores da empresa, foi preso e depois liberado, em São Paulo na sede da instituição.

Outra prisão aconteceu em Oiapoque, ao Norte do Amapá, onde o empresário Saimon Batista foi detido.

Ao todo, são seis prisões temporárias, 13 conduções coercitivas e 28 mandados de busca nos 3 estados.

“Atuava em minas no Amapá, Pará até o Mato Grosso. Um avião passava por cidades para buscar esse ouro até chegar a São Paulo. As notas eram falsificadas, ou os locais de lavra [extração] eram ilegais, inseriam nomes de pessoas que não faziam coletas, colocavam nas notas valores menores de ouro do que realmente era comprado”, descreveu Raimundo Freitas, superintendente da PF no Amapá.

Durante as investigações do caso, que iniciaram em 2013, os agentes chegaram a encontrar 70 quilos de ouro sendo transportados irregularmente.

A estimativa da Polícia Federal é de que os envolvidos chegaram a movimentar até 180 quilos do minério por semana. A Ourominas teve R$ 100 milhões em bens bloqueados a mando da Justiça Federal.

Advogado ourominas
O advogado Maurício Pereira, que faz a defesa da Ouro Minas, do empresário preso em Oiapoque e dos representantes da empresa em Macapá, comentou que houve um equívoco nas ações da PF.

 

Gilson CohenO gerente da empresa em Macapá, Gilson Cohen, e um agente da própria PF foram conduzidos coercitivamente para prestar depoimento na capital amapaense.

Ele disse que ainda não teve acesso ao processo, e por isso não comentaria as afirmações da polícia.

Não tive acesso a esses autos, há mais de um ano estamos pedindo vistas do processo que está tramitando no Oiapoque. A empresa vinha sabendo que estava sofrendo uma investigação, e, por conta dela, sofreu pedidos de quebra de sigilo bancário. Tivemos liminar para que a Justiça nos fornecesse cópias do processo, mas não forneceu”, falou.

O superintendente da PF acrescentou que ainda não foi possível determinar a quantidade de ouro comprado de forma ilegal, e nem mapear a regularidade em que era extraído.

“Foi uma fase da operação desencadeada hoje, mas tem muitos elementos que serão investigados ainda. Muito material foi apreendido, os agentes observaram muitas situações in loco onde ocorreu essa atividade ilegal”, pontuou o advogado Maurício Freitas.

dinheiro apreendidoEm Macapá, foram cumpridos cinco mandados de condução coercitiva e três mandados de busca e apreensão.

Um agente da PF detido, foi indiciado por repassar informações sigilosas da investigação. Na cidade de Oiapoque foram seis conduções coercitivas, um mandado de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão.

Os envolvidos no caso podem ser enquadrados nos crimes de contrabando, lavagem de dinheiro, organização criminosa e usurpação de matéria-prima da União.

Ainda de acordo com a PF, o nome da Operação Crisal é por causa do instrumento, que é usado na fundição de metais.

VÍDEO DA APREENSÃO DO OURO NO AEROPORTO DE MACAPÁ/AP

A HISTÓRIA DO GRUPO 

Ourominas Crisol2O grupo empresarial formado originalmente por cinco irmãos (Rogério Lúcio Soares da Silva, Robson Soares da Silva, Roberto Soares da Silva, Juarez Soares da Silva Filho e Roselito Silva), que sairam de Ubá em Minas Gerais, com o objetivo de realizar todos os sonhos através da promessa da conquista do "Eldorado" teve início em 1977, na cidade de Alta Floresta/MT, quando o ainda garimpeiro, Rogério lúcio Soares da Silva, que mais tarde veio a ser o primeiro deputado federal cassado por compra de votos, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, na história do Estado.

Rapidamente tiveram ascensão em garimpos clandestinos, vindo posteriormente a constituir uma pequena empresa de compra de ouro, já denominada Ourominas, que misteriosamente dominou a comercialização de ouro na região norte do Mato Grosso em poucos anos, assumindo a liderança do mercado, expandindo seus escritórios por regiões garimpeiras da região norte e criando um escritório de DTVM Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários em São Paulo para organizar suas rendas.

Muitas histórias dos cinco irmãos, de ousadia e situações de desaparecimento de ouro e morte de funcionários eram contadas pelos conhecidos, entre elas está a própria tentativa da Polícia Federal de pegar em flagrante o então deputado federal Rogério Silva, enquanto esse participava de pagamento de compra de votos à eleitores, em um restaurante situado na Chapado dos Guimarães, onde este conseguiu se evadir do local pelos fundos e se esconder na mata até o encerramento das buscas. Na ocasião, seguranças do deputado chegaram a trocar tiros com a Polícia Federal.

Enquanto cresciam economicamente, o grupo também alçou voo sobre a área política, vindo a assumir as prefeituras de Alta Floresta/ MT e Itaituba no Pará, além de ocupar vaga em cargo de deputado estadual  e federal do Estado de Mato Grosso.

Operação PF1.jpeg

Ourominas Crisol

Ourominas Crisol3

 

FACEBOOK GAZETA

>> NOTÍCIAS EM RONDÔNIA

Bookmaker with best odds http://wbetting.co.uk review site.
ÚLTIMAS :
Operação Crisol da PF revela poderoso esquema de extração ilegal de ouro no Brasil: Definidos candidatos ao cargo de Procurador-Geral de Justiça do MP/RO: Projeto prevê licença de 3 dias para funcionária menstruada: "1º Ato em Prol da Família" promove apoio ao prefeito de Ariquemes: Dias Toffoli aparece na Operação Custo Brasil em relação com acusados de desviar mais de R$ 100 milhões: Declaração de Levy Fidelix contra gays é liberdade de expressão, diz TJ-SP: Grupo Rovema é reconhecido pela QualityInternacional: Ayres do Amaral é um dos presos na Operação Imprevidência: Principal alvo da Operação Imprevidência é Gilson Nazif, ex-secretário e irmão do prefeito de Porto Velho: Natal Solidário visa angariar brinquedos para crianças carentes: Dr Hildon é diplomado prefeito e fala sobre corte de gastos em Porto Velho: Polícia Federal investiga denúncia de malversação de R$ 80 milhões no IPAM.: Conheça o LFC: um campeonato de MMA com lutadoras usando lingerie: Odebrecht garante que sítio de Lula será objeto da delação: Em Rondônia, servidores exigem saída de ministro da transparência: Ministério Público aponta fraudes de R$ 2,5 bilhões no Bolsa Família: Ballet sem muito glamour – Professor Nazareno: Congresso pode aumentar tempo máximo de prisão de 30 para 50 anos, no Brasil: Participante do The Voice Brasil morre em acidente de carro: NOTA DE ESCLARECIMENTO EUCATUR: Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou: Ana Hickmann relata momentos de terror: “Tive a certeza que ia morrer”: Homem que invadiu hotel era obcecado por Ana Hickmann; ele foi morto pelo cunhado da apresentadora: Feempi apoia formalização de mototaxistas através do MEI:

Специально для вашего глюкометра Тест-полоски Accu-Chek по лучшей цене
Entrar

Cadastrar